Notícia

Termômetro do Mercado: Hoje é sexta, mas os mercados continuam de mau humor

A sexta-feira encerra uma semana que por dois dias consecutivos os três principais índices de Nova Iorque esboçam uma reação, mas perdem força durante a sessão e encerram o pregão em baixa.

O Nasdaq, por exemplo, recua quase 5% na semana. Ontem, ficou abaixo dos 4.500 pontos pela primeira vez desde outubro.

Pesa a alta do rendimento dos títulos do Tesouro, que reduz a atratividade de lucros e eleva o custo da tomada de empréstimos, prejudicando empresas de forte crescimento.

Hoje, os mercados internacionais refletem as perdas das bolsas nos Estados Unidos. Os índices futuros americanos seguem sem uma direção única, enquanto na Europa o movimento é de queda.

No Reino Unido, a confiança do consumidor recuou de -15 em dezembro para -19 em janeiro, patamar mais baixo desde fevereiro de 2021.

Na Ásia, apenas o índice Hang Seng, de Hong Kong, fechou no positivo, com alta de 0,05%. O Nikkei, do Japão, recuou 0,90%, muito pressionado pela desvalorização dos papéis das montadoras Toyota, Mazda e Mitsubishi. O Shanghai, da China, e o Kospi, da Coreia do Sul, registraram perdas de 0,91% e 0,99% respectivamente.

Além da política monetária dos Estados Unidos, que influencia os mercados do mundo, existe a preocupação com a tensão geopolítica. Após anunciar um exercício naval com o Irã e a China, a Rússia comunicou que fará treinamentos semelhantes em todo o mundo nos meses de janeiro e fevereiro. A tensão entre Rússia, Estados Unidos e Europa é crescente, com o temor de que Moscou ordene a invasão militar na Ucrânia.

Brasil

Na agenda doméstica, a sexta-feira marca o fim do prazo para o presidente Jair Bolsonaro sancionar o Orçamento de 2022. Além disso, vale monitorar a participação, agora pela manhã, do ministro da Economia, Paulo Guedes, no painel Perspectivas Econômicas Globais, no Fórum Econômico Mundial, e não esquecer que hoje é dia de vencimento de opções sobre ações na B3, o que pode dar certa volatilidade ao índice.

Será importante verificar também a reação do mercado à notícia de que o governo federal prepara uma PEC para diminuir os preços dos combustíveis e energia.

A proposta, que está sendo articulada com integrantes do Senado e da Câmara, é de diminuir ou zerar o PIS/Cofins sobre os combustíveis, o que pode despertar no mercado, mais uma vez, as desconfianças quanto ao equilíbrio fiscal em 2022.

Banco Central

Ontem, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em participação na Conferência Anual Latino-Americana do Santander, afirmou que o BC monitora a volatilidade nos mercados, que tende a aumentar com o debate eleitoral, e garantiu que a autarquia está preparada para intervir no câmbio sempre que necessário.

Campos Neto ressaltou também que a melhor forma do Banco Central contribuir para o crescimento da economia é atacando a inflação, principalmente devido à forte memória inflacionária e à indexação existente no Brasil.

Últimas Corporativas

Mercado Livre

Sem anunciar o valor da negociação, nem o percentual envolvido no negócio, o Mercado Livre informou a aquisição de participação acionária no Grupo 2TM, que controla a corretora Mercado Bitcoin e outras empresas do setor blockchain.

O Mercado Livre também realizou investimentos na Paxos, companhia que oferece infraestrutura de blockchain e custódia das criptomoedas compradas via Mercado Pago no Brasil.

Segundo a companhia, os dois investimentos reforçam o seu compromisso no desenvolvimento e uso de cripto ativos e tecnologia blockchain na região.

BRF

Maior produtora de carne de frango do mundo, a BRF anunciou ao mercado o investimento de US$ 350 milhões para criar joint venture com fundo soberano da Arábia Saudita.

Atualmente, a companhia tem no país uma fábrica dedicada ao processamento de matéria-prima fornecida por unidades brasileiras. Com a joint venture, da qual deterá 70% de participação, ela assumirá todas as etapas da operação, da criação de frango à venda de produtos frescos, congelados e processados.

Eletrobras

Foi marcada para 22 de fevereiro a Assembleia Geral Extraordinária da Eletrobrás para viabilizar a desestatização da companhia, prevista para ocorrer no segundo trimestre deste ano.

Lembrando que o processo ainda depende da aprovação do Tribunal de Contas da União para seguir adiante.

NotreDame Intermédica

Como resultado da combinação de negócios com a Hapvida, a NotreDame Intermédica pagará dividendos extraordinários de R$ 1 bilhão, o que corresponde a R$ 1,6130 por ação.

Finalizado o processo de fusão entre as empresas, já aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômico no início do mês, o pagamento do provento deve acontecer até 29 de março. Terão direito os acionistas da Intermédica posicionados em 11 de fevereiro.

Ambipar

Uma das empresas do grupo Ambipar, a Disal anunciou a criação do Projeto GIRI, localizado na cidade de Santiago, no Chile. Trata-se de uma planta de classificação, pré-tratamento e preparação de resíduos para reciclagem e valorização dos mesmos, com capacidade de 60 mil toneladas ano e potencial de faturamento líquido na ordem de US$ 8 milhões.

O investimento do projeto será de aproximadamente US$ 18 milhões, com o início da operação previsto para o primeiro trimestre de 2023.